05 de Apr de 2012

A arte da convivência

Genteee! ;) To viva! ;) é que é semana de provas na faculdade e é foda. E também tem o trabalho, que saiu dois de criação e os trabalhos estão vindo em peso, prometo que no feriado atualizo o blog ^^ Obrigada pelas visitas e pelos comentários! Já Já respondo todos ;)

Editando – 10/05
Ok, sei que não consegui atualizar, mas é que está realmente complicado! Agradeço de coração, todos os comentários e visitas, eu vou tentar atualizar o blog no final de semana! Obrigada mesmo gente ;) Beijos :*

“Você não faz o seu trabalho direito”. Foi isso que eu ouvi de um ser (não vou citar nomes ok ;) ) do trabalho, além desse teve outros a mais, como “estou te avisando, a gente precisa sentar e acertar as nossas diferenças, você é muito bocuda”. É, ouvi isso. E o que eu fiz? fiquei quieta, tudo bem, quis falar várias coisas :@ , mas fiquei na minha, porque? por causa daquela tal de convivência no ambiente de trabalho. Infelizmente a gente tem que conviver com pessoas diferentes, com pessoas que tem hábitos insuportáveis para nós e como é difícil conviver com as pessoas não é?!
Além de ficar naquele impasse, de se responder, podemos ser mal interpretadas ou até mesmo despedidas. É complicado dizer o que fazer exatamente em uma situação dessas. Quando isso aconteceu, nem passou pela minha cabeça em colocar no blog, mas semana passada eu estava vendo algumas reportagens e me ocorreu de contar este fato aqui no blog, primeiro para me desabafar e segundo para tentar dar dicar para todas que vão entrar no mercado de trabalho, e isso não acontece apenas na área de Design, acontece em todas as profissões que você achar possível. O que aconteceu comigo foi bem desagradável, isso tudo me deixa chateada, porque eu sei que esse cara não vai ser repreendido, porque? Nepotismo! Amigo do chefe, faz a hora que quer, fala o que quer, responde pra todos, chega tarde e sai cedo, sabe aquelas coisas que você fica indignada? É assim que me senti quando aconteceu, nunca achei que um dia alguém me chamaria de bocuda, e eu não sou, eu falo a verdade e sou transparente quando não gosto, mas me deixou bem chateada. Agora este cara é apenas um funcionário, falo o que tiver que falar sobre trabalhos, infelizmente tenho que conviver com ele, mas o ignoro quando não precisa falar, para mim ele não existe. É fazer isso ou ficar com clima ruim, e é complicado, porque as pessoas em volta não tem culpa. E o clima ruim na empresa deixa todos ruins, eu, insatisfeita com o trabalho e os outros ouvindo coisas desnecessárias.Pensando nisso, pesquisei várias dicas de como conviver com as pessoas em um ambiente de trabalho e acho que pode ser muito importante pra todos, principalmente quem está começando agora no mercad de trabalho ;)

A gente sabe que tolerar é dificil, mas no mundo em que vivemos hoje, até nós jovens de 20 anos, estamos cada vez mais nervosos, estressados e com uma certa intolerância e a gente sabe que é pelo tempo corrido, trabalho em cima de trabalho, provas na faculdade, mas temos que nos controlar também. Pois um profissional controlado, é um homem controlado, seja na parte amoroso, amizade, familiar e outras, você controlado é você bem! Outra forma de pensar na convivência, é ver os benefícios que ela nos tras, não só porque sobrevivemos com a convivência, mas porque ela nos influencia, nos transforma, nos ajuda a crescer. Nós sabemos como é dificil conviver com pessoas, até porque cada ser tem uma bagagem diferente. Uma coisa não profissional é afastar da situação real, temos que enfrentar e se entrentarmos com maturidade, só vamos ser beneficiados.

Em um site, achei uma tabela bem bacana sobre as características das pessoas e como neutralizar, isso é bom pra gente refletir e tentar seguir um caminho diferente, na hora que a coisa sobe pra cabeça ;)
blog

Espero que tenham gostado do post, porque lendo todas as dicas, sites, eu consegui me controlar em algumas situações depois do ocorrido ^^ e espero que vocês também consigam quando estiverem nesses momentos ;)
Bom feriado a todos! Vou responder os comentários com calma, mas respondo ok?! * Se quiserem pegar a imagem podem pegar, mas dê créditos ok?

Escreve desde os seus 12 anos, em diários, cadernos. Sempre gostou de expressar os seus sentimentos em palavras e em 2006 foi quando colocou essas palavras em um blog e não parou mais. <3

  • letícia lemos

    Em 05.04.2012

    É importante ter uma boa convivência com o pessoal do trabalho/escola, mas é claro que muitas vezes isso é complicado. Tem que saber administrar as coisas e ainda aguentar os desagradáveis..

    [Reply]

  • Angélica

    Em 05.04.2012

    Oiie, Maíra. Tudo bem?
    Infelizmente, na maioria dos trabalhos acontece esse tipo de situação e temos que estar prontos para enfrentá-las. Graças a Deus ainda não aconteceu nada parecido no meu trabalho. Ufa!!!
    Espero que dê tudo certo para você!
    Bjs e bom feriado!!! :*

    [Reply]

  • Andreia

    Em 05.04.2012

    Eu sei bem o que é esse sentimento que tu falastes no post. Só que comigo, ao contrario que tu, não era um colega de trabalho que fazia a minha vida num inferno (aliás, acho que dentro do limites deles até me tentavam ajudar), mas o meu patrão. Aquilo tipo de pessoa que conheceu meio mundo, viu imensas culturas e ainda assim tem a mentalidade do homens das cavernas. Em situações assim o melhor é abandonar o barco.
    Claqro que fiquei sem emprego e sem subsidio de desemprego – e ainda ganhei uma lesão numa das mãos – mas não me arrependo. Estou melhor agora do que quando trabalhei para ele.

    Contei isto que é para que saibas que não estás só nisto. Há gente a passar um inferno porque ‘certas’ pessoas nunca ouviram falar da palavra «respeito».

    Se a coisa virar para o torto, sai. É melhor procurar um novo emprego do que estar a trabalhar num sitio que nem nos faz feliz e nem nos melhora profissionalmente.

    Beijokas.

    OBS: Ui! Comentário enooooorme. Eu seu. T____T Escusas de me bater tá? ;__;

    [Reply]

  • Isabella

    Em 05.04.2012

    Isso não acontece só em ambiente de trabalho, acontece muito em outros momentos da vida, mas esses são ate mais fáceis de lidar, o problema é quando isso ocorre no trabalho, posso ate imaginar como isso é, deve ser chato.

    Achei o cúmulo o que ocorreu com você, mas ás vezes a gente acaba ouvindo coisas sem proposito de pessoas assim.

    Eu estava com saudades de você, desculpa a demora em visitar, eu estava tão sem tempo.

    Beijos.

    [Reply]

  • Fernanda N

    Em 05.04.2012

    oie maíra, tudo bom?
    acho que consigo entender bem esse post… nunca tive grandes atritos no trabalho, mas sei que algumas pessoas são diferentes demais de nós e a gente tem que acabar chegando num consenso para conseguir “aturar” a pessoa dentro do ambiente de trabalho, né? eu sou bem controlada, então consigo me virar bem, mas às vezes as situações falam mais alto do que isso e a gente tem que respirar fundo e tentar ser o melhor que somos, né? afe! ninguém merece, mas, infelizmente, faz parte… =\
    boa páscoa para você!
    beijo, beijo!

    [Reply]

  • Amanda

    Em 05.04.2012

    Bem, primeiramente adorei o post :) Sabe, algumas pessoas realmente é muito dificil de “lidar” com elas todos os dias, ainda ter que manter contato, mesmo você não indo com a cara dela. Igual, não é a mesma coisa, mas também isso acontece muito na escola, talvez até mais que no trabalho, porque as pessoas são bem mais imaturas. Amam falar as coisas sem um fato concreto, espalhar segredos e ainda querer se passar como o inteligente, dando aquelas cortadas tensas nas pessoas. Isso tudo eu odeio muito, mas coisas que temos que aprender a conviver, porque se não nada ‘anda’. E o pior é que quanto mais você quer bater boca com alguem, mais você queima o seu filme com as outras pessoas.
    Acho que essa sua tabela vai me ajudar, e muito, hahah
    Beijos, e mais paz e amor no seu trabalho. Espero que consiga se entender com esse ser fofoqueiro que trabalha junto contigo :3

    [Reply]

  • Lucas Maia

    Em 05.04.2012

    Ai convivência com gente chata é horrível mesmo, no meu curso de webdesign tive uma pessoa assim, aguentei até quando pude, mas depois o meu sangue cearense falou mais alto e acabei colocando todos os pontos nos i’s.

    Boa sorte para você e em ambiente de trabalho você tem que aguentar muita coisa mesmo, viu!

    Beijos! ;*

    [Reply]

  • Mari

    Em 05.04.2012

    Essa tal de convivência no ambiente de trabalho é MUITO difícil mesmo. Acontecem situações como essa em todas as áreas e eu já passei por injustiças assim e juro… Dá vontade de explodir e falar várias! Mas temos que respirar fundo e nos controlar. O blog está aí para desabafar! hahaha
    beijos

    [Reply]

  • Luly

    Em 05.04.2012

    Ai, é uma droga isso… As vezes a gente vive os absurdos de fazer o que é certo e recber chingo porque o errado é mais fácil. Eu sou assim mesmo: n]ao discuto. Faço o que é certo pra mim e se me pedem opinião aí dou. Mas tentar combater autoridades ou favoritinhos não rola, a gente sempre sobra, né??

    [Reply]

  • Mari

    Em 05.04.2012

    É tenso, as pessoas as vezes merecem muitooooo um soco na cara! mas infelizmente não dá pra sair por ai socando todo mundo, apesar de que seria bem divertido! hehehe

    Gostei da tabela, vou seguir as dicas qndo finalmente conseguir um trabalho! hehehe

    boa sorte com o idiota que vc tem que aguentar todos os dias, espero que ele tenha o minimo de respeito daqui pra frente!

    bjss

    [Reply]

  • Marcela

    Em 05.04.2012

    É importante um bom relacionamento e uma boa convivência com os colegas de trabalho. Por vezes temos de engolir muitos sapos, mas é assim mesmo né. Faz parte. Beijos!

    [Reply]

  • Thaís Araújo

    Em 05.04.2012

    Eu tb sou dessas que vivo engolindo sapo. Acho que é o melhor a se fazer as vzs.. rs! Mas gostei da tabela, vou tentar colocar em prática!
    Bjs, Thá.
    http://consumisse.blogspot.com
    @thaharaujo

    [Reply]

  • Vane

    Em 05.04.2012

    Nossa, é verdade, sempre tem pessoas assim com quem temos que conviver! Infelizmente temos que aprender a tolerar essas situações, não só nos ambientes de trabalho mas em vários outros.
    Gostei da tabela, as dicas são ótimas ;)

    bjs

    [Reply]

  • Camilla Martins

    Em 05.04.2012

    Se na escola já é difícil concorrer com um monte de gente, quem dirá no mercado de trabalho que é tudo tão profissional. Boa sorte gata, sabemso que você tem competência pra fazer sempre o seu melhor e o melhor.

    Mannnn, obrigada pelo elogio. Eu tirei a opção de curtir mas acho q vou colocar de novo.

    Bjonas e fique com Deus <3

    [Reply]

  • Sharon

    Em 05.04.2012

    Oie.
    Infelizmente, sei como é. Em pates, mas sei sim. Além do meu chefe, que é bipolar, tem uma colega que é chata que dói. Ela tá sempre bufando, meio porquinha com a higiene e outras coisas, mas no fundo eu até gosto dela. Só que é complicado, os nossos gênios são meio que iguais e nos batemos de frente sempre.
    O negócio é não pensar muito nisso. Eu, por exemplo, tõ sempre ignorando ela, ao máximo, mas…

    Boa sorte com o urubu. Chicoteia ele.
    Bjs.

    [Reply]

  • Iasmin

    Em 05.04.2012

    Oi,
    tudo bom?

    É bom mesmo ter uma boa convivência com o pessoal do trabalho, até mesmo da escola/faculdade… Mas nem sempre é fácil ‘-‘
    Não trabalho, mas até mesmo na escola é difícil conviver com certas pessoas. Acho que essa sua tabela vai me ajudar, viu? kkkk

    Bjs, tem post novo no meu blog ;*

    [Reply]

  • Camilla Martins

    Em 05.04.2012

    Oie Maíra!

    Tem post novo no meu blog, confere lá?

    Bjonas e fique com Deus <3

    [Reply]

  • Yuu

    Em 05.04.2012

    Poxa, Maíra. Situações assim no ambiente de trabalho são muito chatas. Estamos lá, querendo colaborar com o nosso melhor, mas precisamos conviver com outras pessoas, que nem sempre reconhecem isso. Nunca passei por experiências como essa, pois não faz nem uma semana que eu comecei a estagiar, e como o escritório é pequeno, tem apenas três mulheres e todas são simpáticas.

    Mas é como eu digo, paciência é uma virtude. Exisitirão situações na vida em que teremos que engolir muitos sapos. No entanto, você não precisa levar desaforo! Você pode sempre recorrer à parte dos recursos humanos da sua empresa, ou expôr seu ponto de vista numa reunião, sempre que a situação for propícia. O importante mesmo é que você se sinta bem com o que você faz e acredite na sua própria competência, certo?

    Beijos!

    [Reply]

  • Gih

    Em 05.04.2012

    Essa coisa de trabalho é foda mesmo..
    eu já tive problemas com uma secretaria que logo que entrou queria passar o trabalho dela para o pessoal do Design, (tipo como assim?!) o chefe falou que a gente podia ajudar já que ela tinha entrado agora e não tava dando conta.. (mew se não dá conta não aceita o emprego, sou designer não secretaria!)
    no fim acabou virando uma discussão interna com toda a empresa, todos os setores começaram a brigar porque se um podia passar o trabalho pro outro, esse outro podia passar pra outro pra não sobrecarregar. em 2 meses pedi demissa.
    kisses

    [Reply]

  • May

    Em 05.04.2012

    Gostei bastante do post e das dicas… realmente, e não é só no trabalho, conviver é dificílimo, eu que o diga, HAHA!

    Beijinhos,
    May ;*

    [Reply]

  • Iasmin

    Em 05.04.2012

    Oi,
    tem post novo no meu blog ^^
    http://darkening.freetzi.com/

    [Reply]

  • Thay

    Em 05.04.2012

    No meu trabalho não passei por nenhuma situação difícil como a sua, mas já presenciei coisas desagradáveis quando estagiava. E fica aquela coisa: não podemos tomar partido e, muitas vezes, sequer dar nossa opinião. É preciso ter muita paciência pra sobreviver nesse mundo corporativo, hehe. Espero que as coisas melhorem pra vc! =**

    [Reply]

  • Camila

    Em 05.04.2012

    Sei exatamente do que você tá falando. É lamentável como isso acontece em quase todos os lugares, se não em todos!

    As empresas esqueceram da importância do trabalho em equipe, aquele trabalho justo, sem benefícios só para os “puxa sacos”. Aí vira uma loucura e salve-se quem puder.

    Criticar negativamente é fácil, difícil é colaborar pra resolver o possível problema.

    Boa sorte Maíra, pra tolerar esse babaca. Tem que ser forte mesmo! rss

    [Reply]

  • Mari

    Em 05.04.2012

    Ai, odeio. Odeio ter que conviver com gente que tudo que eu queria fazer era quebrar o nariz.
    Mas não podemos sair quebrando narizes, né? =/
    Eu acho que o mais fácil é ignorar. Nem lembrar que essas pessoas existem.
    :*

    [Reply]

  • Jéssyka

    Em 05.04.2012

    Sei muito bem o que é isso. Também tô passando uma fase ruim no meu trabalho, mas como é com a minha nova chefe eu tenho que ficar quieta. Se Deus quiser ano que vem tudo vai melhorar pra nos duas.

    Beijo, beijo :*

    [Reply]

  • Cami

    Em 05.04.2012

    Odeio convivência! Hahahaha
    Acho terrível, muita gente abusa da posição em que se encontra e fica humilhando as outras pessoas. Eu sou meio revoltada, não que eu responda, mas fica bem evidente que eu não gostei de algo sabe? É terrível; Mas mesmo assim, ainda mais em começo de carreira, acredito que realmente temos que treinar a tolerância e procurar sempre tirar vantagem das coisas ruins.

    [Reply]

  • Orlando Schlappkolh

    Em 05.04.2012

    É bem assim mesmo em todos os lugares, em qualquer emprego… Mas sabe eu aprendi a lidar com isso, hoje em dia nem “sofro” mais com essas coisas, aprendi a neutralizar essas coisas todas! Mas é assim que aprendemos como ser profissionalmente vendo as outras pessoas errando, ou fazendo tudo errado!!

    Venho avisar que estou de volta, e que tem novo post no blog ;*

    [Reply]

  • Marina

    Em 05.04.2012

    É complicado isso, não? O pior de tudo é que situações assim vamos encontrar em qualquer lugar (escola/trabalho), e infelizmente nem todos sabem o que é o “respeito” e saber conviver. Boa sorte, viu? Que as coisas por ai melhorem.
    Ah, adorei a tabela, mesmo que para mim ainda não é tão util.

    Obrigada! *-* Eu fazia isso, sabe? Concordar mesmo q não fosse minha opnião. Mas ai aprendi a valorizar o que penso a respeito das coisas e a expressar minha opinião. =D

    Beijos

    [Reply]

  • Nana

    Em 05.04.2012

    Oi Maíra
    Ola, sei bem como é díficil lidar com situações como essa…sei tanto que semana passada me demiti de um emprego assim..que me consumia a alma e o tempo…agora parece que estou 10 kilos mais leve..rs…as vezesé preciso dar um salto no escuro pra descobrir coisas novas e melhores. Espero que esteja tudo bem por ai. bjos

    [Reply]

  • Amanda

    Em 05.04.2012

    Estou decepcionada comigo mesmo, por ter abandonado o mundo blogueiro e perder posts tão contagiantes, estilo os teus. Me perdi na leitura, e na situação, haha, que situação heim! Enfim, como um comentário rápido, te desejo energias positivas e muita calma em seus momentos de exaltações, principalmente, com “aquelas pessoas” com gênios imprevisíveis, que insistem em nos acompanhar em qualquer lugar que seja.

    Espero que você atualize logo, voltarei aqui novamente, se Deus me permitir. Beijos Maíra, e se cuide!

    [Reply]

  • Gabi

    Em 05.04.2012

    Imagino o quão desagradável seja essa situação, quem lê fica indignado.
    Mercado de trabalho pra mim só depois de entrar na faculdade, enquanto isso só vou esperando (e temendo esse dia) hehe
    Beijos e espero que as coisas melhorem no seu trabalho!

    [Reply]

  • Aline

    Em 05.04.2012

    Olha só, alguém que está tão sumida quanto eu!
    Trabalho nenhum é perfeito, muito menos as pessoas. Sempre vai ter um eterno insatisfeito com algo/alguém.
    Nunca tinha visto essa tabela em lugar algum. Muito interessante!
    Beijos!

    [Reply]

  • Camila

    Em 05.04.2012

    Eitah mulher sumida!

    [Reply]

  • Mary

    Em 05.04.2012

    Ai, como eu te entendo… Vivo preocupada com essa história de convivência no ambiente de trabalho… mas a panela de pressão já estourou, já estou de mal com uma colega insuportável, que só abre a boca pra criticar seja o que for, seja quem for, cheia de ironia… E o pior é que sempre é irônica com coisas que eu gosto, ou que são importantes pra mim.
    O pior é quando ela ri da minha religião. Sou católica, mas não tenho qualquer problema com outras religiões nem mesmo ateus (os meus amigos de infância eram todos ateus e cheguei a namorar um evangélico)…
    Outro dia, começou a rir das baladas católicas. Estava na minha hora de saída e eu pedi, educadamente, que ela esperasse que eu saísse pra continuar falando. Ela reagiu supermal e o pior é que muitas pessoas ficaram do lado dela, achando que eu tinha exagerado, que tinha implicado com ela sem querer.
    Infelizmente, no ambiente de trabalho, a gente tem que engolir muitos sapos… e é por isso que eu sempre trabalho com fones nos ouvidos, pra evitar ouvir os comentários maldosos dela.
    Bjs

    [Reply]

  • Leka

    Em 05.04.2012

    HAUSHAUHS melhor é suas desculpas por não postar :P

    [Reply]

  • Jéss

    Em 05.04.2012

    Saudades minha flor!!!

    [Reply]

  • Lari

    Em 05.04.2012

    Ahh, eu lembro de ter visto umas dicas assim, desse modelo, numa revista! Muito boas mesmo, Maíra.
    Po, tenta tirar satisfação com esse seu colega, do porquê ele te acha “bocuda”. Assim que você souber o motivo, explique calmamente e com elegância para ele o que te levou a fazer aquilo, sabe? Um diálogo sempre resolve as coisas.
    Beeijos <3

    [Reply]

  • Jeeh

    Em 05.04.2012

    Oi Maíra,
    a vida tem seus momentos alegres e tristes, mas você não pode se perder por isso. Em qualquer deles que você esteja, nunca perca a sua essência, seja fiel a você mesma, ao que você sente, ao que você acredita.. Eu verdadeiramente torço para que você supere esses momentos tristes, sendo você mesma e com um sorriso no rosto.

    Você é uma menina de ouro. Você vai ver que tudo vai se ajeitar. Fico feliz em te ajudar, mesmo que com algumas palavras em um texto.

    Grande beijo, minha amiga!! :}

    [Reply]

  • Mirella Dias

    Em 05.04.2012

    Volta logo,adoro as postagens !! Beijo ;*

    [Reply]

CommentLuv badge